Domingo, 12 de Outubro de 2008

Demorou mas foi! Aqui está o texto para o Roberto. O tema era a prestação dos atletas portugueses nos JO. Veijinhos a todos, e até amanhã.

 

 

'A prestação dos atletas portugueses nestes Jogos Olímpicos pautou-se por um nível elevadíssimo de mediocridade, sempre muito perto do rídiculo. Esta regularidade e homogeneidade de resultados só foi quebrada por Nelson Évora e Vanessa Fernandes, que com as suas medalhas não fizeram mais do que envergonhar a restante comitiva. O Comité Olímpico Português declinou, no entanto, quaisquer responsabilidades nas medalhas, já que considera que nem um nem o outro são portugueses. Nelson é cabo-verdiano e Vanessa é de Vila Nova de Gaia.

Quanto a destaques individuais, Sérgio Paulinho, medalha de prata em Atenas, arrebata todo o protagonismo, já que não marcou presença na China porque se esqueceu como se anda de bicicleta. Telma Monteiro, outra das favoritas na sua modalidade, o judo, não conseguiu aplicar nenhum osotogari, obi otoshi ou kamehame, simplesmente porque não tirava da cabeça aquela canção do André Sardet. Telma Monteiro tinha esperanças de ainda ser repescada, algo que não se confirmou. «Falaram-me em ser repescada, mas não vi nenhum anzol», afirmou a judoca portuguesa. Abaixo das espectativas ficou também Naide Gomes. A atleta do Sporting, que tinha prometido aos portugueses pelo menos uma lesão muscular, não conseguiu mais do que dois saltos nulos. E por fim Obikwelu, que viu Usain Bolt escapar-se-lhe pela falha nos dentes. O luso-nigeriano já afirmou que tal não se repetirá, porque, além de ter mudado da Colgate para a Pasta Dentifrica Couto, vai por aparelho e pedir a Venceslau Fernandes o número de um bom dentista. Estes atletas negaram ainda os rumores de falta de apoios pelo COP, garantido que a todos foi oferecido pelo menos um sumo e uma sandes, além de uma palmadinha de incentivo nas costas.

Mas não só de resultados brilhantes se fez esta participação nacional nos Jogos Olímpicos. Portugal contribuiu também para o sucesso financeiro destes jogos, já que o Comité Olímpico Internacional muito dinheiro poupou com os testes anti-doping que os atletas nacionais não fizeram. As suas prestações simplesmente não os justificavam. O COI recusou ainda comentar o facto de não ter sequer apreciado as sugestões portuguesas para novas modalidades: os 5000 metros sem etíopes, a maratona sem quenianos, e o kuduro como arte marcial.

De forma a evitar que performances como as de Nelson Évora e Vanessa Fernandes se repitam, o investimento para Londres 2012 será inédito, com um montante a rondar os 12 milhões de euros. Verba que será aplicada para diversos fins. Será oferecido a Vanessa Fernandes a senha do passe L1, para que ela não tenha de ir a correr e a nadar para todo o lado, e serão dados avultados prémios monetários aos atletas que não se qualificarem para Londres 2012. O COP procura assim poupar os atletas ao risco (mínimo, mas ainda assim existente) de vencerem alguma medalha. Mas a grande prioridade do COP para os próximos 4 anos passa pela formação de novos atletas paralímpicos. Para além do recrutamento na Cova da Moura de pessoal altamente especializado em serrar pernas, na Quinta da Fonte de peritos em partir espinhas, o COP conta ainda com o forte apoio do Ministério da Educação que muito se tem empenhado em formar atrasados.'

 

 

 



publicado por João Silva às 22:35 |
editado por jabcatarino em 25/11/2008 às 21:30link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De guifonseca a 12 de Outubro de 2008 às 22:55
"O Comité Olímpico Português declinou, no entanto, quaisquer responsabilidades nas medalhas, já que considera que nem um nem o outro são portugueses. Nelson é cabo-verdiano e Vanessa é de Vila Nova de Gaia."

"E por fim Obikwelu, que viu Usain Bolt escapar-se-lhe pela falha nos dentes."

Tens óptimas piadas e o texto está muito bom! Parabéns! Podiamos fazer o dossier "Olímpicos"! :)


De João Silva a 13 de Outubro de 2008 às 01:42
Apesar de não achar o resto da frase tão bem conseguida, quando li "o COP conta ainda com o forte apoio do Ministério da Educação que muito se tem empenhado em formar atrasados." apeteceu-me bater palmas.


De Marta a 13 de Outubro de 2008 às 09:11
Eu gosto do texto todo, mas a primeira parte desta: "A atleta do Sporting, que tinha prometido aos portugueses pelo menos uma lesão muscular, não conseguiu mais do que dois saltos nulos." é aquele sarcasmo quase subtil de que gosto. E toda a parte do Obikwelu, claro.


De jabcatarino a 14 de Outubro de 2008 às 09:52
Ainda bem que gostaram :) . Já agora... alguém chegou à do kamehame? Não é nada de especial, é assim sorrateira e ligeirinha, só mesmo quem viu dragon ball...


De guifonseca a 15 de Outubro de 2008 às 15:55
Eu curti! Ri-me imenso pelo reconhecimento que toda a minha adolescência infeliz teve da piada do "kamehame"...

... hó tempo, volta pa' trás...


Comentar post

mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

Isto é indesmentível

Works e-v-e-r-y-t-i-m-e

Não quero saber...

Sketch: "Homem insensível...

Hello...? Anyone...?

Os sketches! Sim, outra v...

Desafio III

Lançamento do Desafio III

Inspirado em "Rússia cort...

Bom Natal!!!

arquivos

Maio 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

actualidade

albatroz!

aula eduardo madeira

bebé

benfica

benfica tv

certidão

comunicados

concurso

cor-de-rosices

cor-de-rosices texto livre

desafio iii

desafio semanal

elogio funebre

escritório

homem

homem do semáforo

ip

jogos olímpicos

jorge catarino

le loup fou

maddie

mãe

mário calado

marta

miguel gomes

morte

nome de blog

non sense

notícias

óbito

parvoíces

pobres

radio

rádio

referências

religião

ricos

rodolfo

sketch

stand up

texto livre

trabalho de grupo

trabalho susana romana

tv

vídeo

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds