Sábado, 4 de Outubro de 2008

O texto para a aula do Roberto depois de levar uns calduços.


Meus amigos…


Este país é sempre a mesma coisa.


Tudo no que a malta se mete, sai furado, furado. É o Euro 2004, toma lá estádios vazios, é a Democracia, toma lá o Alberto João Jardim, é o julgamento Casa Pia, toma lá o cu do Pedro Namora.



Esta malta não aprende a organizar coisas. (Acho que posso falar por todos os que esperavam do julgamento um espectáculo lindo de luz e cor, tipo o Oliver Twist encenado pelo La Féria).



É que nem liberdade artística permitem às pessoas. O Carlos Cruz ainda tentou, para interessar a malta, meter bolas de futebol ao barulho… não aceitaram. A Maddie, ou Pequeno Saúl mas sem bigode, ainda serviam de figurantes… mas as bolas de futebol é bicho que tem um pipo realmente pequeno demais e nem com óleo Johnson escorrega.



E não vamos misturar povo com a elite. É que ele é embaixador, ele é estrela televisiva, ele é presidente de partidos de direita… ah? Pronto, parece que este não chegou a tempo de entrar no espectáculo porque a costureira não sabia plissar uma saia.



Indignei-me com a questão da bola de futebol mas depois até compreendi. Embora o tuga seja malta que gosta do desporto rei, derivado da posição social dos réus, só seram admitidas bolas de golf. Até porque se era para demonstrar qualquer ponto de cariz íntimo, não acredito que os miúdos tenham tomates tão grandes como uma bola de futebol, a não ser que pusessem a ensaiar o Quebra-Nozes versão medieval.



No meio disto tudo tenho é pena do Bibi. Nunca mais estive com o Bibi e temos montes de filmes atrasados para ver, nomeadamente a Annie, toda a série do Verano Azul e o Sozinho em Casa com o dvd de extras com o puto lourinho de mãos na cabeça e de boca aberta, no rancho de Neverland.


Já para não falar nos livros. Andei eu a comprar literatura porno para nada. E os livros do Harry Potter ainda são para o carote.



Também penso que o trabalho de casting do Bibi para o julgamento ficou incompleto. Acho que o elenco está curto, encolhido. Não devia haver orçamento para pagar essa malta em exclusivo. Isto agora com a lei das incompatibilidades, os tipos ou estão na assembleia ou a actuar no julgamento.



Também fiquei com reservas quanto à sala escolhida para o julgamento. Acho que deveria ter sido ser efectuado no tribunal da Boa Hora já que é muito mais perto do Parque Eduardo VII.


Ainda por cima, cada sessão demora tanto tempo que a rapaziada deve ficar com um ratito. Deviam oferecer pelo menos um petit gateaux aos senhores réus. Um mon chérie mas em formato de puto de 10 anos.



O julgamento pode não servir para nada, mas pelo menos deu para saber como é que o Carlos Cruz seduzia os putos…..


Ahhhh maldita bota botilde.





publicado por João Silva às 12:58 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

Isto é indesmentível

Works e-v-e-r-y-t-i-m-e

Não quero saber...

Sketch: "Homem insensível...

Hello...? Anyone...?

Os sketches! Sim, outra v...

Desafio III

Lançamento do Desafio III

Inspirado em "Rússia cort...

Bom Natal!!!

arquivos

Maio 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

actualidade

albatroz!

aula eduardo madeira

bebé

benfica

benfica tv

certidão

comunicados

concurso

cor-de-rosices

cor-de-rosices texto livre

desafio iii

desafio semanal

elogio funebre

escritório

homem

homem do semáforo

ip

jogos olímpicos

jorge catarino

le loup fou

maddie

mãe

mário calado

marta

miguel gomes

morte

nome de blog

non sense

notícias

óbito

parvoíces

pobres

radio

rádio

referências

religião

ricos

rodolfo

sketch

stand up

texto livre

trabalho de grupo

trabalho susana romana

tv

vídeo

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds