Terça-feira, 7 de Outubro de 2008
Inventei um anúncio. É parvo o suficiente para nunca na vida vir a ser usado.




Anúncio


(Durante todo o anúncio a câmara segue o mesmo movimento nunca parando. Começa a 0º e acaba a 90º, desenhando uma curva lenta para a esquerda.)



A câmara está paralela a uma parede, do seu lado esquerdo. Vê-se a sua esquina, que desaparece para a esquerda.


Um homem de fato, ar executivo, aparece da esquina apertando o cinto, de perfil. Olha para trás com um ar sorridente, ajeita as calças e segue para a direita da imagem, de mochila ao ombro.


Um segundo homem aparece, ajeitando o cabelo. Ajeita a camisa para dentro das calças e compõe a gravata. Desaparece para a direita da imagem a sorrir.


Uma mulher bem vestida aparece na imagem, quase de frente mas ainda a três quartos. De cabelo meio desajeitado, põe um brinco e penteia-se com os dedos. Põe a mala ao ombro e segue o seu caminho, acertando o passo.


A câmara, sempre continuando o movimento, vira finalmente a esquina e vemos de onde vêem. Ao fundo vê-mos dois detectores de metais com polícias a pedirem às pessoas para tirarem os cintos e outros objectos de metal para uma caixa.



Aparece legenda na imagem: “Aeroporto de Lisboa – venha divertir-se connosco


publicado por João Silva às 16:31 | link do post | comentar | favorito

6 comentários:
De João Silva a 7 de Outubro de 2008 às 17:45
A ideia parece-me interessante mas acho que lhe falta qualquer coisa. E não se ouviriam os sons dos detectores de metais? Não sei bem o que o Aeroporto teria para vender, mas, de novo, a ideia de base é boa.


De Mário Calado a 7 de Outubro de 2008 às 18:15
Gosto da legenda! Também podia ser noutro sitio com detector de metais. Por exemplo: Assembleia da Republica... venha divertir-se connosco.


De guifonseca a 7 de Outubro de 2008 às 18:15
Isto é assumidamente uma parvoíce... é assumir que tudo pode ser postado neste blog... :P

É uma brincadeira que serviria de publicidade ao aeroporto, a frase podia ser "Aeroporto de Lisboa - venha voar connosco" ou qualquer coisa assim. O Aeroporto vender-se-ia a si próprio...

Sei lá, deu-me pr'áqui...


De Marta a 7 de Outubro de 2008 às 18:57
Eu gostei. É divetido e (quase) classy. :P


De João Silva a 7 de Outubro de 2008 às 20:17
Eu via mais como sketch e menos como anúncio. Ou então, e isto pode ser parcialidade para os sketchs que ganham por repetição, ter mais situações do género para vender o aeroporto e compor uma campanha toda.


De Miguel Gomes da Costa a 7 de Outubro de 2008 às 20:57
Podes enquadrar isso numa série de sketchs sobre o novo aeroporto; talvez mesmo repetir a sequência com outras obras faraónicas projectadas pelo governo?


Comentar post

mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

Isto é indesmentível

Works e-v-e-r-y-t-i-m-e

Não quero saber...

Sketch: "Homem insensível...

Hello...? Anyone...?

Os sketches! Sim, outra v...

Desafio III

Lançamento do Desafio III

Inspirado em "Rússia cort...

Bom Natal!!!

arquivos

Maio 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

actualidade

albatroz!

aula eduardo madeira

bebé

benfica

benfica tv

certidão

comunicados

concurso

cor-de-rosices

cor-de-rosices texto livre

desafio iii

desafio semanal

elogio funebre

escritório

homem

homem do semáforo

ip

jogos olímpicos

jorge catarino

le loup fou

maddie

mãe

mário calado

marta

miguel gomes

morte

nome de blog

non sense

notícias

óbito

parvoíces

pobres

radio

rádio

referências

religião

ricos

rodolfo

sketch

stand up

texto livre

trabalho de grupo

trabalho susana romana

tv

vídeo

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds